Trivela

Inglaterra

O Liverpool colocou a teste a força do seu elenco, nesta quarta-feira, ao poupar titulares para encarar o Burnley, fora de casa, um desafio geralmente difícil na Premier League. E realmente o foi. Mesmo assim, um resultado que provavelmente escaparia na temporada passada mais uma vez apareceu. De virada, os Reds voltaram para casa com a vitória por 3 a 1, mantendo o Manchester City a dois pontos de distância.

LEIA MAIS: Um gol dos mais bizarros deu a vitória no dérbi ao Liverpool no minuto final

O desempenho não foi bom. O que seria natural com uma equipe mista em um jogo de meio de semana. O problema é que entra no contexto de uma série de partidas em que o Liverpool não tem atuado à altura do que pode fazer. A diferença principal em relação a outras campanhas é que, mesmo nesses dias, os pontos estão aparecendo, principalmente contra equipes mais fracas, o grande gargalo dos primeiros anos com Jürgen Klopp.

Estava difícil vislumbrar os três pontos contra o Burnley. O primeiro tempo foi muito pobre. Klopp armou um esquema diferente, com Origi e Sturridge à frente. O meio-campo teve Milner, Henderson, Naby Keita e Shaqiri, com Moreno na lateral esquerda, Joe Gomez na direita, e Matip e Van Dijk na dupla de zaga. A escalação foi capaz de manter a posse de bola por muito tempo, sem criar perigo.

O outro lado não estava muito melhor. O Burnley tem sido uma equipe difícil de ser batida nos últimos anos, mas passa por uma má fase. É o vice-lanterna, sem vencer há oito rodadas. Mas saiu na frente. Em um escanteio, no começo do segundo tempo, Alisson deixou passar duas oportunidades de agarrar a bola. A terceira não apareceu por Jack Cork enviou direto para as redes.

Enquanto Klopp se mexia para colocar titulares em campo, James Milner argumentou mais uma vez a favor da sua importância ao acertar um chute rasteiro da entrada da área e empatar. A virada saiu apenas sete minutos depois, já com Salah e Firmino entre os onze. A falta foi cobrada por Alexander-Arnold para a segunda trave. Van Djik escorou, e Firmino empurrou às redes.

O Burnley pressionou no fim e deu a Alisson a chance de ser redimir com uma grande defesa. Logo na sequência, o contra-ataque terminou com passe de Salah para Shaqiri liquidar a fatura. Ainda em busca do seu melhor futebol, o Liverpool mantém-se firme na briga pelo título da Premier League. Mas precisa encontrar seu melhor futebol sem muita demora.

.

.

Trivela

VOLTAR AO TOPO