Trivela

Premier League

Os times estavam em fases distintas. O Manchester United não vencia há três partidas pela Premier League, enquanto o Arsenal cultivava uma invencibilidade que data da terceira rodada. As duas sequências se mantiveram no movimentado empate por 2 a 2 em Old Trafford, uma partida cheia de erros.

Desta vez, Mourinho tem razão em dizer que o resultado foi comprometido por erros individuais. A atuação do Manchester United foi boa. Em diversos períodos, o Arsenal não encontrava um caminho para chegar ao campo de ataque, e Bernd Leno precisou trabalhar mais vezes do que De Gea.

E uma defesa que deveria ter sido fácil para o goleiro espanhol, responsável por tantas intervenções decisivas para o United, escapou. O escanteio foi cobrado por Torreira. Mustafi cabeceou para o chão, sem grande potência. De Gea tentou encaixar, mas a bola fugiu de seus dedos. Ainda houve um corte, mas o relógio do árbitro apitou: gol.

 

Não demorou nada para Martial empatar – em posição de impedimento. Herrera estava adiantado na cobrança da falta que Leno espalmou à direita. O auxiliar ignorou, então o espanhol conseguiu o cruzamento que o francês completou para fazer 1 a 1. O fim do primeiro tempo ficou pegado, com uma sequência de cinco cartões amarelos em cinco minutos, muito incomum para a Premier League.

 

O United voltou melhor, sem permitir que o Arsenal criasse oportunidades. No entanto, o erro de Marcos Rojo custou caro. Ele foi desarmado na saída de bola por Mkhitaryan. Lacazette ficou com a redonda, tabelou com o armênio e, na hora de finalizar, foi impedido pelo carrinho de Rojo, desesperado para se recuperar. No entanto, esse carrinho enviou a bola direto às redes de De Gea.

 

Na saída de bola, o Manchester United voltou a empatar. Kolasinac dominou dentro da área e esperou o recolhimento de Leno. Houve uma falha de comunicação, que Lingard aproveitou para fazer o 2 a 2.

 

O Arsenal cresceu e obrigou De Gea a fazer duas grandes defesas em finalizações de Aubameyang, uma delas muito plástica, com a mão trocada, em uma tentativa de fora da área. O placar, porém, não se mexeu mais, e os dois times voltaram para casa com as honras divididas.

Trivela

VOLTAR AO TOPO