Trivela

Copa do Mundo

A Copa do Mundo, mais do que uma grande competição, não deixa de ser uma enorme vitrine aos jogadores. Enquanto a ambição pela taça se resume a poucas seleções, muitos futebolistas estão ali para conquistar o seu espaço e aproveitar a oportunidade da vida, vistos pelos quatro cantos do planeta. Assim, o Mundial de 2018 não deixou de se apresentar como um balcão de negócios. Nada menos que 194 atletas presentes na Rússia trocaram de clube entre um semestre e outro. Número significativo, que representa mais de um quarto dos 736 presentes no torneio. Muitos deles impulsionados por aquilo que apresentaram em campo ou pelo lastro que ganharam ao integrarem uma seleção mundialista.

No levantamento abaixo, consideramos todos os jogadores que defenderam um clube no primeiro semestre de 2018 e mudaram de ares neste segundo semestre – em transferências acertadas de maio a setembro. Não foram necessariamente excluídos atletas que já tinham fechado negócio antes do Mundial, a exemplo de Andrés Iniesta ou Fred. Além disso, não foram incluídos futebolistas que voltaram aos seus clubes originais após serem emprestados (como Artem Dzyuba, reintegrado ao Zenit) ou que foram contratados em definitivo após um período de empréstimo (a exemplo de Gonçalo Guedes, que permanecerá no Valencia). A intenção era mapear apenas aqueles que mudaram de ares completamente depois da Copa.

Assim, fica claro que a Copa do Mundo não necessariamente abre espaços a seleções tradicionais no mercado, mas ajuda atletas de equipes emergentes ou pequenas, que ganharam visibilidade no torneio. Dos 32 elencos que participaram da competição, apenas um não teve jogadores transferidos no período: a Inglaterra, algo totalmente compreensível pelo contexto. Com as regras internas da Premier League, que exigem um número mínimo de jogadores formados no futebol local, há um acréscimo significativo no preço desses indivíduos. Por conta disso, mesmo com o sucesso do time de Gareth Southgate até as semifinais, ninguém dos Three Lions trocou de clube entre uma temporada e outra. Não que as propostas não tenham existido, mas os trâmites são bem mais delicados – caso de Harry Maguire, assediado pelo Manchester United e segurado pelo Leicester.

Da mesma forma, fica mais difícil de pinçar jogadores nas demais seleções tradicionais. A maioria absoluta deles já atua em clubes de relevo e não chegou necessariamente a se expor durante a Copa do Mundo. Dentre os sete times que já foram campeões mundiais e estiveram na Rússia, apenas 17 futebolistas mudaram de clube, média pouco superior a dois por elenco. E somente os casos dos uruguaios Diego Laxalt e Lucas Torreira podem ser considerados como realmente impulsionados pelo Mundial. No mais, muitos jogadores que já faziam sucesso na Europa (mesmo que a presença na Rússia tenha aumentado os seus valores); que ascenderam nos meses anteriores ao torneio; ou que se mudaram a mercados alternativos.

Em compensação, para os demais elencos, a Copa do Mundo valeu bem mais como um palco de exposição. Nem todos os times que superaram as expectativas venderam bastante. Ainda assim, exceção feita a Rússia, cada seleção teve pelo menos quatro jogadores que trocaram de clube, aproveitando a onda do Mundial. Destaque ao Irã, que teve nada menos que 13 atletas assinando com novas equipes.

O caso da Rússia merece menção especial. Embora a equipe de Stanislav Cherchesov tenha feito um baita sucesso diante de sua torcida, a estabilidade encontrada no próprio campeonato local e os salários relativamente altos acabam inibindo as trocas. Assim, dos três que mudaram de casa, dois estiveram entre os protagonistas da campanha: Denis Cheryshev, que seguiu ao Valencia, e Aleksandr Golovin, que foi tentar a sorte no Monaco. Fyodor Smolov é outro caso, por mais que tenha decepcionado no certame. Ainda vale a menção honrosa de Artem Dzyuba, que não entrou na lista porque voltou ao Zenit após empréstimo, mas chega com moral pelo excelente desempenho no torneio internacional.

Outro time que chama a atenção é a Croácia. A vice-campeã mundial viu o mercado se aquecer com o excelente desempenho e quase um terço de seus jogadores buscaram novos rumos. Entre estes, alguns que se saíram valorizados do torneio, cobiçados sobretudo na Itália – como Sime Vrsaljko, que seguiu à Internazionale. Os suecos também tiveram sucesso na hora de cavar novos contratos, por mais que alguns veteranos tenham voltado para casa. Já na Bélgica, atletas de destaque conseguiram buscar uma situação favorável, com cinco transferências após a caminhada até as semifinais. Thibaut Courtois puxa a fila, indo ao Real Madrid.

Em certos países, há fatores específicos que serviram para mexer com o mercado. A ascensão do Pyramids no Egito e do Al Wehda na Arábia Saudita tiveram pequenos impactos. Da mesma maneira, o aumento no investimento dos clubes sauditas também repercutiu, com nove atletas de outros países desembarcando na liga. Portugal chama a atenção pelo trânsito aquecido com a Premier League. O acesso do Wolverhampton e a influência de Jorge Mendes no Estádio Molineux tiveram seus desdobramentos. Além disso, o desmanche do Sporting aumentou o movimento ao redor dos tugas. Mas nada comparado à venda de Cristiano Ronaldo à Juventus, maior negócio entre aqueles que ocorreram nesta última janela.

Impressiona também a representatividade das seleções africanas, mesmo sem que nenhuma tenha alcançado aos mata-matas. Marrocos (12 mudanças), Senegal (11) e Nigéria (9) aparecem entre os elencos que mais negociaram jogadores nos últimos quatro meses. Vale ressaltar a penetração que a maioria desses atletas têm em clubes médios ou ligas secundárias. De qualquer maneira, demonstra bem como o Mundial pode ser importante aos futebolistas desses países que quiserem se destacar. O mesmo vale para o Peru, ausente do Mundial depois de 36 anos, e que negociou 12 jogadores diante de uma campanha de boa repercussão na Rússia.

Entre os asiáticos, Japão e Coreia do Sul tiveram janelas razoavelmente intensas, assim como a Austrália. Porém, o Irã supera todos os parâmetros ao ver 13 trocas em seu elenco. Cinco desses jogadores buscaram um novo time na própria liga persa, mas o sucesso do grupo de Carlos Queiroz abriu os olhos de clubes de outras competições sem tanta projeção – sobretudo entre países árabes e agremiações menores da Europa ocidental. Alireza Jahanbakhsh, artilheiro do Campeonato Holandês com a camisa do AZ, foi quem deu o salto maior ao acertar com o Brighton.

Os iranianos, de qualquer forma, ajudam a mostrar que nem tudo são flores depois da Copa do Mundo. O lateral Ramin Rezaian teve ótimas atuações no torneio e, mesmo assim, está sem clube após terminar o seu contrato com o Oostende. É o mesmo caso do nigeriano Elderson Echiéjilé, desempregado após encerrar seu vínculo com o Monaco. A presença de ambos na Rússia, ao menos, acaba servindo de trunfo para os seus empresários nas mesas de negociação. Alberto Rodríguez, veterano zagueiro peruano dispensado pelo Junior de Barranquilla, serve de exemplo depois de assinar com o Universitario. O selo do Mundial vale bastante, e tantas movimentações só reforçam esta noção.

*****

Abaixo, a lista completa de 194 jogadores presentes na Copa que trocaram de clube entre um semestre e outro. Os atletas estão divididos por seleção, conforme os grupos do torneio. O clube anterior é aquele no qual o futebolista atuou durante a última temporada e representou no Mundial, não necessariamente o dono de seu passe. Os dados são do site Transfermarkt:

Rússia

Denis Cheryshev, atacante – Villarreal-ESP > Valencia-ESP
Fyodor Smolov, atacante – Krasnodar-RUS > Lokomotiv-RUS
Aleksandr Golovin, meio-campista – CSKA-RUS > Monaco-FRA

Uruguai

Carlos Sánchez, meio-campista – Monterrey-MEX > Santos-BRA
Lucas Torreira, meio-campista – Sampdoria-ITA > Arsenal-ING
Diego Laxalt, ala – Genoa-ITA > Milan-ITA

Egito

Essam El Hadary, goleiro – Al-Taawoun-SAU > Ismaily-EGI
Ali Gabr, defensor – West Bromwich-ING > Pyramids-EGI
Omar Gaber, defensor – Los Angeles FC-EUA > Pyramids
Ramadan Sobhi, atacante – Stoke-ING > Huddersfield-ING
Shikabala, atacante – Al-Raed-SAU > Apollon Smyrnis-GRE
Abdallah Said, meio-campista – KuPS-FIN > Al-Ahli-EGI

Arábia Saudita

Mansoor Al-Harbi, defensor – Al-Ahl-SAU > Al-Ittihad-SAU
Osama Hawsawi, defensor – Al-Ahli-SAU > Al-Wehda-SAU
Taiseer Al-Jassam, meio-campista – Al-Ahli-SAU > Al-Wehda-SAU

 

Portugal

Rui Patrício, goleiro – Sporting-POR > Wolverhampton-ING
Bruno Alves, defensor – Rangers-ESC > Parma-ITA
José Fonte, defensor – Dalian Yifang-CHN > Lille-FRA
Cristiano Ronaldo, atacante – Real Madrid-ESP > Juventus-ITA
João Moutinho, meio-campista – Monaco-FRA > Wolverhampton-ING
William Carvalho, meio-campista – Sporting-POR > Betis-ESP
André Silva, atacante – Milan-ITA > Sevilla-ESP
Ricardo Pereira, defensor – Porto-POR > Leicester-ING
Gelson Martins, atacante – Sporting-POR > Atlético de Madrid-ESP

Espanha

Pepe Reina, goleiro – Napoli-ITA > Milan-ITA
Álvaro Odriozola, defensor – Real Sociedad-ESP > Real Madrid-ESP
Kepa Arrizabalaga, goleiro – Athletic Bilbao-ESP > Chelsea-ING
Andrés Iniesta, meio-campista – Barcelona-ESP > Vissel Kobe-JAP

Marrocos

Achraf Hakimi, defensor – Real Madrid-ESP > Borussia Dortmund-ALE
Hamza Mendyl, defensor – Lille-FRA > Schalke 04-ALE
Nordin Amrabat, atacante – Leganés-ESP > Al Nassr-SAU
Karim El Ahmadi, meio-campista – Feyenoord-HOL > Al Ittihad-SAU
Ayoub El Kaabi, atacante – Berkane-MAR > Hebei China Fortune-CHN
Fayçal Fajr, meio-campista – Getafe-ESP > Caen-FRA
Munir, goleiro – Numancia-ESP > Málaga-ESP
Youssef En-Nesyri, atacante – Málaga-ESP > Leganés-ESP
Aziz Bouhaddouz, atacante – St. Pauli-ALE > Al Batin-SAU
Sofyan Amrabat, meio-campista – Feyenoord-HOL > Club Brugge-BEL
Mehdi Carcela, atacante – Olympiacos-GRE > Standard de Liège-BEL
Ahmed Reda Tagnaouti, goleiro – Ittihad Tanger-MAR > Wydad-MAR

Irã

Karim Ansarifard. atacante – Olympiacos-GRE > Nottingham Forest-ING
Ehsan Hajsafi, defensor – Olympiacos-GRE > Tractor Sazi-IRN
Saeid Ezatolahi, meio-campista – Amkar Perm-RUS > Reading-ING
Masoud Shojaei, meio-campista – AEK Atenas-GRE > Tractor Sazi-IRN
Morteza Pouraliganji, defensor – Al Sadd-CAT > Eupen-BEL
Omid Ebrahimi, meio-campista – Esteghlal-IRN > Al Ahli-CAT
Vahid Amiri, meio-campista – Persepolis-IRN > Trabzonspor-TUR
Mohammad Reza Khanzadeh, defensor – Padideh-IRN > Al Ahli-CAT
Saman Ghoddos, atacante – Östersunds-SUE > Amiens-FRA
Reza Ghoochannejhad, atacante – Heerenveen-HOL > Apoel-CHP
Alireza Jahanbakhsh, atacante – AZ-HOL > Brighton-ING
Majid Hosseini, defensor – Esteghlal-IRN > Trabzonspor-TUR
Ashkan Dejagah, meio-campista – Nottingham Forest-ING > Tractor Sazi-IRN

França

Thomas Lemar, meio-campista – Monaco-FRA > Atlético de Madrid-ESP
Steven Nzonzi, meio-campista – Sevilla-ESP > Roma-ITA

Austrália

Milos Degenek, defensor – Yokohama F. Marinos-JAP > Estrela Vermelha-SER
Tim Cahill, atacante – Millwall-ING > Jamshedpur-IND
Mark Milligan, meio-campista – Al Ahli-SAU > Hibernian-ESC
Matthew Jurman, defensor – Suwon Samsung Bluewings-COR > Al Ittihad-SAU
Brad Jones, goleiro – Feyenoord-HOL > Al Nassr-SAU
Aziz Behich, defensor – Bursaspor-TUR > PSV-HOL
Daniel Arzani, atacante – Melbourne City-AUS > Celtic-ESC (comprado pelo Man City-ING)
Trent Sainsbury, defensor – Grasshopper-SUI > PSV-HOL

Dinamarca

Jannik Vestergaard, defensor – Borussia Mönchengladbach-ALE > Southampton-ING
Thomas Delaney, meio-campista – Werder Bremen-ALE > Borussia Dortmund-ALE
Andreas Cornelius, atacante – Atalanta-ITA > Bordeaux-FRA
Frederik Ronnow, goleiro – Brondby-DIN > Eintracht Frankfurt-ALE

Peru

Alberto Rodríguez, defensor – Junior de Barranquilla-COL > Universitario-PER
Miguel Araujo, defensor – Alianza Lima-PER > Talleres-ARG
Christian Cueva, meio-campista – São Paulo-BRA > Krasnodar-RUS
Paolo Guerrero, atacante – Flamengo-BRA > Internacional-BRA
Raúl Ruidiaz, atacante – Morelia-MEX > Seattle Sounders-EUA
Christian Ramos, defensor – Veracruz-MEX > Al Nassr-SAU
Luis Advíncula, defensor – Lobos BUAP-MEX > Rayo Vallecano-ESP
André Carrillo, atacante – Watford-ING > Al Nassr-SAU
Edison Flores, atacante – Aalborg-DIN > Morelia-MEX
Pedro Aquino, meio-campista – Lobos BUAP-MEX > León-MEX
Carlos Cáceda, goleiro – Deportivo Municipal-PER > Real Garcilaso-PER
Paolo Hurtado, atacante – Vitória de Guimarães-POR > Konyaspor-TUR

Argentina

Gonzalo Higuaín, atacante – Juventus-ITA > Milan-ITA
Giovani Lo Celso, meio-campista – Paris Saint-Germain-FRA > Betis-ESP

Islândia

Hannes Thór Halldórsson, goleiro – Randers-DIN > Qarabag-AZE
Kári Árnason, defensor – Vikingur-ISL – Genclerbirligi-TUR
Emil Hallfredsson, meio-campista – Udinese-ITA > Frosinone-ITA
Rúnar Alex Rúnarsson, goleiro – Nordsjaelland-DIN > Dijon-FRA
Hólmar Örn Eyjólfsson, meio-campista – Maccabi Haifa-ISR > Levski Sofia-BUL
Ólafur Ingi Skúlason, meio-campista – Karabükspor-TUR > Filkir-ISL
Albert Gudmundsson, atacante – PSV-HOL > AZ-HOL

Croácia

Ivan Strinic, defensor – Sampdoria-ITA > Milan-ITA
Sime Vrsaljko, defensor – Atlético de Madrid-ESP > Internazionale-ITA
Duje Caleta-Car, defensor – Red Bull Salzburg-AUT > Olympique de Marseille-FRA
Milan Badelj, meio-campista – Fiorentina-ITA > Lazio-ITA
Mateo Kovacic, meio-campista – Real Madrid-ESP > Chelsea-ING
Nikola Kalinic, atacante – Milan-ITA > Atlético de Madrid-ESP
Marko Pjaca, atacante – Schalke 04 > Fiorentina-ITA

Nigéria

Francis Uzoho, goleiro – Depor Fabril-ESP > Elche-ESP
Bryan Idowu, defensor – Amkar Perm-RUS > Lokomotiv Moscou-RUS
Leon Balogun, defensor – Mainz 05-ALE > Brighton-ING
William Troost-Ekong, defensor – Bursaspor-TUR > Udinese-ITA
Oghenekaro Etebo, meio-campista – Las Palmas-ESP > Stoke City-ING
Tyronne Ebuehi, defensor – ADO Den Haag-HOL > Benfica-POR
Kenneth Omeruo, defensor – Kasimpasa-TUR > Leganés-ESP
Joel Obi, meio-campista – Torino-ITA > Chievo-ITA
Ahmed Musa, atacante – CSKA Moscou-RUS > Al Nassr-SAU


Brasil

Alisson, goleiro – Roma-ITA > Liverpool-ING
Paulinho, meio-campista – Barcelona-ESP > Guangzhou-CHN
Fred, meio-campista – Shakhtar Donetsk > Manchester United-ING

Suíça

Fabian Schär, defensor – Deportivo de La Coruña > Newcastle-ING
Stephan Lichtsteiner, defensor – Juventus-ITA > Arsenal-ING
Xherdan Shaqiri, atacante – Stoke City-ING > Liverpool-ING
Johan Djourou, defensor – Antalyaspor-TUR > SPAL-ITA
Michael Lang, defensor – Basel-SUI > Borussia Mönchengladbach-ALE

Sérvia

Antonio Rukavina, defensor – Villarreal-ESP > Astana-CAZ
Uros Spajic, defensor – Anderlecht-BEL > Krasnodar-RUS
Marko Grujic, meio-campista – Cardiff-GAL > Hertha Berlim-ALE
Luka Jovic, atacante – Benfica-POR > Eintracht Frankfurt-ALE
Filip Kostic, atacante – Hamburgo-ALE > Eintracht Frankfurt-ALE
Nemanja Radonjic, atacante –  Estrela Vermelha-SER > Olympique de Marselha-FRA
Dusko Tosic, defensor – Besiktas-TUR > Guangzhou R&F-CHN
Adem Ljajic, atacante – Torino-ITA > Besiktas-TUR
Dusan Tadic, atacante – Southampton-ING > Ajax-HOL

Costa Rica

Jhonny Acosta, defensor – Herediano-CRI > East Bengal-IND
Celso Borges, meio-campista – Deportivo de La Coruña-ESP > Göztepe-TUR
Johan Venegas, atacante – Minnesota United-EUA > Saprissa-CRI
Bryan Ruiz, meio-campista – Sporting-POR > Santos-BRA
Joel Campbell, atacante – Betis-ESP > Frosinone-ITA

Alemanha

Kevin Trapp, goleiro – Paris Saint-Germain-FRA > Eintracht Frankfurt-ALE
Sebastian Rudy, meio-campista – Bayern-ALE > Schalke 04-ALE
Leon Goretzka, meio-campista – Schalke 04-ALE > Bayern-ALE

México

Jesús Gallardo, ala – Pumas-MEX > Monterrey-MEX
Miguel Layún, ala – Sevilla-ESP > Villarreal-ESP
Érick Gutiérrez, meio-campista – Pachuca-MEX > PSV-HOL
Raúl Jiménez, atacante – Benfica-POR > Wolverhampton-ING

Suécia

Robin Olsen, goleiro – Copenhague-DIN > Roma-ITA
Andreas Granqvist, defensor – Krasnodar-RUS > Helsingborg-SUE
Albin Ekdal, meio-campista – Hamburgo-ALE > Sampdoria-ITA
Sebastian Larsson, meio-campista – Hull City-ING > AIK-SUE
Ola Toivonen, atacante – Toulouse-FRA > Melbourne Victory-AUS
Isaac Kiese Thelin, atacante – Anderlecht-BEL > Bayer Leverkusen-ALE
Emil Krafth, defensor – Bologna-ITA > Amiens-FRA

Coreia do Sul

Cheol Hong, defensor – Sangju Sangmu-COR > Suwon Bluewings-COR
Jung Seung-hyeon, defensor – Sagan Tosu-JAP > Kashima Antlers-JAP
Jung Woo-young, meio-campista – Vissel Kobe-JAP > Al Sadd-CAT
Ki Sung-yong, meio-campista – Swansea-GAL > Newcastle-ING
Lee Jae-sung, meio-campista – Jeonbuk Motors-COR > Holstein Kiel-ALE
Hwang Hee-chan, atacante – Red Bull Salzburg-AUT > Hamburgo-ALE

Bélgica

Nacer Chadli, meio-campista – West Brom-ING > Monaco_FRA
Michy Batshuayi, atacante – Dortmund-ALE > Valencia-ESP
Leander Dendoncker, defensor – Anderlecht-BEL > Wolverhampton-ING
Thibaut Courtois, goleiro – Chelsea-ING > Real Madrid-ESP
Axel Witsel, meio-campista – Tianjin Quanjian-CHN > Dortmund-ALE

Tunísia

Yassine Meriah, defensor – Sfaxien-TUN > Olympiacos-GRE
Wahbi Khazri, atacante – Sunderland-ING > Saint-Étienne-FRA
Naïm Sliti, meio-campista – Lille-FRA > Dijon-FRA
Ferjani Sassi, meio-campista – Al Nassr-SAU > Zamalek-EGI
Balbouli, goleiro – Médine-SAU > Club Africain-TUN
Saîf-Eddine Khaoui, atacante – Troyes-FRA > Caen-FRA
Saber Khalifa, atacante – Club Africain-TUN > Al Kuwait-KUW

Panamá

Yoel Bárcenas, meio-campista – Árabe Unido-PAN > Real Oviedo-ESP
Armando Cooper, meio-campista – Universidad de Chile-CHI > Dinamo Bucareste-ROM
Blas Pérez, atacante – Municipal-GUA > Árabe Unido-PAN
Ismael Díaz, atacante – Depor Fabril-ESP > Tanque Sisley-URU
Abdiel Arroyo, atacante – Alajuelense-CRI > Santa Clara-POR
Ricardo Ávila, meio-campista – Gent-BEL > Universitário-PAN
Luis Ovalle, defensor – Olimpia-HON > San Miguelito-PAN
José Calderón, goleiro – Universitario-PAN > Guastatoya-GUA

Colômbia

Abel Aguilar, meio-campista – Deportivo Cali-COL > Dallas FC-EUA
Yerry Mina, defensor – Barcelona-ESP > Everton-ING
David Ospina, goleiro – Arsenal-ING > Napoli-ITA
Santiago Arias, defensor – PSV-HOL > Atlético de Madrid-ESP
Carlos Sánchez, meio-campista – Espanyol-ESP > West Ham-ING
Jefferson Lerma, meio-campista – Levante-ESP > Bournemouth-ING

Japão

Eiji Kawashima, goleiro – Metz-FRA > Strasbourg-FRA
Genki Haraguchi, meio-campista – Fortuna Düsseldorf-ALE > Hannover 96-ALE
Takashi Inui, meio-campista – Eibar-ESP > Betis-ESP
Yuya Osako, atacante – Colônia-ALE > Werder Bremen-ALE
Naomichi Ueda, defensor – Kashima Antlers-JAP > Cercle Brugge-BEL
Keisuke Honda, meio-campista – Pachuca-MEX > Melbourne Victory-AUS
Wataru Endo, defensor – Urawa Red Diamonds-JAP > St. Truiden-BEL
Yoshinori Muto, atacante – Mainz 05-ALE > Newcastle-ING

Polônia

Grzegorz Krychowiak, meio-campista – West Brom-ING > Lokomotiv Moscou-RUS
Lukasz Teodorczyk, atacante – Anderlecht-BEL > Udinese-ITA
Rafal Kurzawa, meio-campista – Górnik Zabrze-POL > Amiens-FRA
Lukasz Fabianski, goleiro – Swansea-GAL > West Ham-ING

Senegal

M’Baye Niang, atacante – Torino-ITA > Rennes-FRA
Salif Sané, defensor – Hannover 96-ALE > Schalke 04-ALE
Alfred N’Diaye, meio-campista – Wolverhampton-ING > Málaga-ESP
Moussa Wagué, defensor – Eupen-BEL > Barcelona B-ESP
Diafra Sakho, atacante – Rennes-FRA > Bursaspor-TUR
Keita Baldé, atacante – Monaco-FRA > Internazionale-ITA
Cheikh N’Doye, meio-campista – Birmingham-ING > Angers-FRA
Cheikhou Kouyaté, meio-campista – West Ham-ING > Crystal Palace-ING
Badou Ndiaye, meio-campista – Stoke City-ING > Galatasaray-TUR
Kara Mbodji, lateral – Anderlecht-BEL > Nantes-FRA
Lamine Gassama, defensor – Alanyaspor-TUR > Göztepe-TUR

Trivela

VOLTAR AO TOPO