Trivela

Bundesliga

O anúncio do técnico Niko Kovac como sucessor de Jupp Heynckes no Bayern de Munique na próxima temporada causou surpresa em muita gente. O treinador faz um ótimo trabalho no Eintracht Frankfurt e o acordo para dirigir o clube bávaro, onde atuou como jogador, foi anunciado na última sexta-feira. Antes dele, o presidente Uli Hoeness admitiu que procurou outros dois nomes. Primeiro, tentou convencer Jupp Heynckes a ficar mais uma temporada. Depois, procurou Thomas Tuchel.

LEIA MAIS: O que levou o Bayern a contratar Niko Kovac, uma surpresa, para ser seu próximo treinador

Jupp Heynckes, 72 anos, voltou ao comando do Bayern em outubro, depois da demissão de Carlo Ancelotti. O treinador tinha se aposentado em 2013, depois de levar este mesmo clube à aclamada Tríplice Coroa, com Copa da Alemanha, Bundesliga e Champions League. A diretoria do Bayern tentou convencê-lo a ficar mais do que até o final da atual temporada. Hoeness admitiu isso ao falar com os repórteres depois da vitória do Bayern por 5 a 1 sobre o Borussia Mönchengladbach, no sábado.

“Foi retratado como tendo sido uma busca desesperada. Nós dois, Hasan [Salihamidzic] e eu, tentamos por muito, muito tempo convencer Jupp. Quando percebemos em uma conversa final que ele não iria fazer isso, nós estávamos falando com o técnico que estava livre, Thomas Tuchel”.

“Ele nos disse que já tinha decidido. Isso foi uma pena, mas não um choque para nós. Ele não tinha uma proposta de contrato, mas era a proposta de uma conversa mútua conosco, com Hasan ele já tinha se encontrado antes”, afirmou o dirigente. Segundo o jornal L’Equipe, Tuchel tem um acordo com o Paris Saint-Germain para a próxima temporada. Nenhuma das partes, porém, confirmou o acordo.

“Alguns dias depois, nós nos encontramos novamente internamente e decidimos que o nosso candidato preferido era agora Niko Kovac. E foi assim que aconteceu”, explicou ainda o dirigente. O contrato de Kovac é de dois anos e a sua contratação irritou o Frankfurt, que acusou o Bayern de comportamento pouco profissional.

“O momento é infeliz e o fato da informação ter ido a público, certamente não pelo Frankfurt, mas do Bayern, é desrespeitoso, não é profissional”, afirmou Fredi Bobic, diretor esportivo do Frankfurt, ainda na sexta-feira. “O procedimento, eu acho, é extremamente questionável, como eu disse antes. O Bayern só pensou neles mesmo e nem por um segundo no Eintracht Frankfurt. Eu respeito os colegas de Munique, mas se eles querem algo de nós, então eles devem nos ligar, o que não aconteceu. É desrespeitoso. Nós não iremos falar sobre isso com o Bayern agora, mas iremos dialogar novamente em um futuro próximo”.

A reação fez com que os dirigentes do Bayern se defendessem. “Nós estamos um pouco confusos. Nós falamos sobre como informar as pessoas do Frankfurt. Agora ou no final da temporada, o que seria possível, então pensamos: ‘Se estivéssemos nessa situação, nós também gostaríamos de saber o quanto antes possível que perderemos o técnico’. Eles agora têm quatro semanas a mais do que teriam se os avisássemos ao final da temporada. Por isso que decidimos os informar o mais rápido possível. Hasan discutiu isso com Niko. Nós nem entendemos que esse gesto generoso voltará”, afirmou Hoeness.

O diretor do clube, Karl-Heinz Rummenigge, também defendeu a postura do Bayern. “Eu tenho que dizer que do nosso ponto de vista, não há irritações. A coisa todo pode parecer assim, mas não temos que nos culpar de modo algum. Nós fomos justos, sérios e limpos. A história toda terminou na quinta-feira, em um dia”, contou o diretor.

“Hasan Salihamidzic disse a Niko Kovac que à noite ligaria para Fredi Bobic para o avisar. Mas NIko então disse a ele que iria encontrar com ele à noite. Ele tinha um relacionamento amistoso com Bobic e queria acertar isso com ele diretamente. Eu não sei onde está a irritação”.

“Eu entendo que Fredi não está feliz quando um técnico deixa o clube que eles trabalharam com sucesso nos últimos dois anos. Nós podemos entender isso. Mas não agimos de modo desrespeitoso. Nós agimos de forma completamente justa”, disse ainda Rummenigge.

O Eintracht Frankfurt tem um jogo da Copa da Alemanha na quarta-feira contra o Schalke 04, pelas semifinais. Se vencer, irá à decisão, no dia 18 de maio. A outra semifinal da competição será disputada na terça-feira entre Bayer Leverkusen e Bayern de Munique.

Os comentários estão desativados.

Trivela

VOLTAR AO TOPO